Notícias

home » notícias

9 de Novembro de 2017 às 15:55

Sindicato realiza ato em defesa dos bancos públicos e convoca bancários para Dia de Paralisação


Crédito: Reginaldo de Oliveira-MSC

Campo Grande MS - Na manhã desta quinta-feira (9), o Sindicato dos Bancários de Campo Grande-MS e Região realizou mais um ato em defesa dos bancos públicos e contra as reformas do governo Temer.  O movimento sindical bancário está realizando atividades em defesa das empresas públicas, em especial das instituições bancárias, toda semana. Os dirigentes também fizeram a coleta de assinaturas para Projeto de Lei de Iniciativa Popular (PLIP), que revoga a nova lei trabalhista.

A mobilização aconteceu na agência da Caixa da Rua 13 de maio esquina com a Rua Cândido Mariano e serviu como um esquenta para convocar bancários e a sociedade em geral para o Dia Nacional de Paralisação e Luta, que acontece durante todo o dia de amanhã (10).

Para o presidente do SEEB-CG, Edvaldo Barros, a população tem demonstrado interesse em obter mais informações sobre os malefícios da nova lei trabalhista. “Estamos conseguindo transmitir e mostrar os malefícios que essa nova lei trabalhista vai trazer para todos os trabalhadores. O governo trata como reforma, como se fosse um grande benefício, mas na verdade é um retrocesso nos direitos dos trabalhadores. Estamos chamando atenção da população e convocando os bancários para esse momento difícil que a classe trabalhadora atravessa”, afirmou Edvaldo.

  

Segundo o secretário de Imprensa e Comunicação do SEEB-CG, José dos Santos Brito, o Dia Nacional de Paralisação e Luta mobilização acontece na véspera em que a nova lei trabalhista entra em vigor, que é no sábado, dia 11.

“Amanhã teremos durante todo o dia um trabalho das centrais, sindicatos e trabalhadores de todos os ramos para lutarmos contra essa nova lei trabalhista. Nós vamos denunciar os deputados federais e senadores que votaram contra os trabalhadores no Congresso. E vamos continuar fazendo esta denúncia até o dia das eleições, para que essas pessoas que trabalharam contra o povo não voltem mais para a Câmara dos Deputados nem para o Senado”, disse Brito.

 

Veja a programação do Dia Nacional de Paralisação em Campo Grande:

8h - Participação na paralisação da Eletrosul, que faz parte do Sistema Eletrobrás e  está no pacote de privatização do Governo Temer.

9h - Ato na agência da Caixa Econômica da Barão do Rio Branco contra a Privatização dos Bancos Públicos.

10h - Início do “velório” da CLT na 14 de Julho com a Afonso Pena. Será montado um caixão simbolizando a CLT e será velado até as 16h com panfletagem convidando a população para o ato no final da tarde.

16h - Ato na praça Ary Coelho com manifestações dos representantes dos trabalhadores.

Atividade SISTA e ADUFMS na UFMS

6h30 - Panfletagem no Arco da Reitoria.

10h - Roda de capoeira no corredor central.

11h - Performance Alguimar no corredor central.

 

Fonte: Daiana Porto - SEEB/Campo Grande MS