Notícias

home » notícias

12 de Dezembro de 2019 às 09:41

Sindicato convida bancários a reforçarem a luta contra os agrotóxicos e pela preservação do meio ambiente


O Sindicato convida as bancárias e os bancários a participarem do lançamento do Plano Nacional do MST de plantio de árvores, produção de alimentos saudáveis e da Casa da Semente, que ocorre neste sábado (14), durante o 22º Encontro Estadual do MST do DF e Entorno, no Centro de Educação Popular e Agroecologia Gabriela Monteiro, em Brazlândia.

“Com objetivo de promover o plantio de mais de 10 milhões de árvores nos territórios do MST em todo o país nos próximos 10 anos, o Plano é uma oportunidade de fortalecer o engajamento da categoria nas questões de consciência e preservação ambiental. E também de retomar iniciativas como a do Comitê da Cidadania e contra a fome, na perspectiva da segurança alimentar, tanto no combate à fome quanto na questão da produção e aquisição de alimentos saudáveis a todos”, destaca o presidente do Sindicato, Kleytton Morais.

Casa da Semente

A proposta da Casa da Semente é proporcionar aos agricultores camponeses a possibilidade de constituir e compartilhar bancos de sementes nativas selecionadas e testadas no tempo e por várias gerações. Essas sementes, com alta produtividade, conhecidas como crioulas, além de serem saudáveis, não transgênicas, garantem autonomia dos camponeses em relação às grandes produtoras de sementes.

Educação Popular

O Centro de Educação Popular e Agroecologia Gabriela Monteiro, localizado no Assentamento Gabriela Monteiro, em Brazlândia (DF), é um espaço reconhecido de articulação entre os assentados e acampados da reforma agrária, configurando-se em um importante local de formação e de articulação entre os movimentos sociais organizados do campo e da cidade no Distrito Federal e Entorno.

O Centro Gabriela Monteiro está na área coletiva do assentamento e ocupa uma área de aproximadamente 10 hectares, tendo por objetivos impulsionar o desenvolvimento da consciência política e organizativa, contribuindo para a formação de militantes no MST do DF e Entorno e de toda classe trabalhadora, e estimular e promover o desenvolvimento comunitário, cultural, agroecológico e de economia solidária na região a partir da cooperação no trabalho e na produção.

Para isso, atua na capacitação, formação e educação de trabalhadoras e trabalhadores nas diversas áreas do conhecimento, em parcerias com instituições de ensino, órgãos governamentais e não governamentais, movimentos sociais, políticos e culturais, e outras entidades.

MST no país

O Movimento Sem Terra está organizado em 24 estados nas cinco regiões do país. No total, são cerca de 350 mil famílias que conquistaram a terra por meio da luta e da organização dos trabalhadores rurais.

Ao longo dos seus 35 anos de existência, o MST tornou-se o maior produtor de arroz orgânico da América Latina. Somente na safra de 2017 foram produzidas 27 mil toneladas de arroz orgânico. Fruto dessa organização são as cooperativas, associações e agroindústrias nos assentamentos.

Atualmente, o MST organiza sete principais cadeias produtivas: feijão, arroz, leite, café, sucos, sementes e mel. Além disso, realiza feiras da Reforma Agrária em todo Brasil.

Mariluce Fernandes
Do Seeb Brasília


Notícias Relacionadas