Notícias

home » notícias

13 de Novembro de 2017 às 11:22

PT diz que IstoÉ "incita o crime" e vai processar revista

Edição desta semana publicou artigo intitulado “Lula deve morrer”. Para Executiva Nacional da legenda, publicação "ultrapassou todos os limites da venalidade e do jornalismo marrom que pratica"


Crédito: Reprodução
"O título, porém, é tipicamente uma incitação ao crime, conforme previsto no artigo 286 do Código Penal Brasileiro", diz nota

por Redação RBA

São Paulo – A Executiva Nacional do PT decidiu processa a revista IstoÉ após a publicação de um artigo, na edição desta semana, intitulado "Lula deve morrer". "O conteúdo do artigo é mais do mesmo lixo propagandístico contra o ex-presidente Lula – calunioso, mentiroso e difamatório – que esta revista habitualmente publica. O título, porém, é tipicamente uma incitação ao crime, conforme previsto no artigo 286 do Código Penal Brasileiro", diz nota publicada no site da legenda.

"A Justiça será acionada para medidas cabíveis contra o medíocre autor do artigo e contra a revista que lhe deu guarida no ato criminoso", continua o texto.

Em agosto deste ano, a revista já havia publicado outra capa atacando a presidenta da legenda, senadora Gleisi Hoffman (PT-PR). Na ocasião, também em nota, o partido anunciou que iria processar a publicação. "As acusações e ofensas rasteiras dirigidas à senadora serão respondidas pela revista na Justiça. A IstoÉ, mais conhecida como 'QuantoÉ', não tem escrúpulo de deixar claro para quem trabalha de fato", dizia o texto. "A revista se transformou em um panfleto político do PSDB e das forças de direita mais reacionárias do país. Neste contexto, atacar o PT tornou-se seu principal serviço."

Confira abaixo a íntegra da nota publicada neste domingo (12):

A revista IstoÉ ultrapassou todos os limites da venalidade e do jornalismo marrom que pratica, ao publicar, esta semana, artigo intitulado “Lula deve morrer”.

O conteúdo do artigo é mais do mesmo lixo propagandístico contra o ex-presidente Lula – calunioso, mentiroso e difamatório – que esta revista habitualmente publica. O título, porém, é tipicamente uma incitação ao crime, conforme previsto no artigo 286 do Código Penal Brasileiro.

A Justiça será acionada para medidas cabíveis contra o medíocre autor do artigo e contra a revista que lhe deu guarida no ato criminoso. Este episódio demonstra até que ponto setores da direita e das elites estão dispostos a chegar para impedir o retorno de Lula à presidência da República pelo voto do povo brasileiro.

 

Direção Executiva Nacional do Partido dos Trabalhadores


Notícias Relacionadas