Notícias

home » notícias

13 de Dezembro de 2019 às 09:14

Bancários do MS se reúne com senadora do estado em busca de apoio contra privatização dos bancos públicos e MP 905


Os diretores do Sindicato dos Bancários de Dourados e Região e Sindicato dos Bancários de Campo Grande estiveram reunidos no dia 06 de dezembro em Campo Grande-MS, representando todos os Sindicatos de Bancários do Estado, com a senadora de Mato Grosso do Sul, Simone Tebet para debater em relação aos ataques que as instituições Banco do Brasil e Caixa Econômica vem sofrendo do atual governo de Jair Bolsonaro.

A busca de apoio de parlamentares já vem sendo feito em outros estados e no MS, esses mesmos sindicatos tem realizado diversas campanhas em defesa das instituições públicas.

Durante a reunião os diretores mostraram a relevância dessas empresas para o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul. 52% das agências bancárias em Mato Grosso do Sul são públicas, sendo que 87% das operações de créditos ativas e 89% do crédito rural pertencem aos bancos públicos.

Na avaliação dos diretores a reunião foi positiva e a senadora se mostrou contrária a privatização de algumas empresas públicas, como o BB, CEF, BNDES e Petrobras.

Outra pauta em discussão foi a MP 905/2019, que ataca os direitos dos bancários, com aumento da jornada de trabalho e a autorização da abertura dos bancos aos finais de semana. A senadora também se posicionou contrária a alguns pontos desta Medida Provisória, principalmente os que atacam os direitos adquiridos dos trabalhadores.

Outros pontos desta medida já estão sendo questionados pelos parlamentares no Congresso. Ela se posicionou totalmente contra, já que recentemente, na Reforma Trabalhista, a questão do trabalho aos domingos e feriados foi refutada pelos senadores, e agora o governo tenta voltar com esse assunto através de uma Medida Provisória.

Participaram da reunião os diretores Joacir Rodrigues, Edson Rigoni e João Grandão, e do SEEBCG- Rubens Jorge Alencar, Orlando de Almeida, Luciana Rodrigues e Laerte Romero e Jânio Santana da Apcef/MS.

 

*Com informações do sindicario


Notícias Relacionadas